Os benefícios da Medicina Preventiva Aplicada ao Estilo de Vida

“A maioria das doenças de hoje é resultado de má alimentação, sedentarismo, alto nível de estresse e fumo. Ao mudar isso, os benefícios são imediatos. Se você tirar 10 minutos do seu dia, desligar o seu celular e se desligar, você já vai se sentir muito melhor”, afirmou o Prof. Edward Phillips, da Faculdade de Medicina da Harvard, durante evento na PUC-Rio. Medicina Preventiva aplicada ao Estilo de Vida foi tema do evento realizado no dia 22/julho, onde Phillips falou sobre “O porquê da Medicina Aplicada ao Estilo de Vida”, e o médico Gilberto Ururahy, falou sobre “Melhor que tratar é prevenir”.

 Dr. Gilberto Ururahy e Prof. Edward Phillips respondem à perguntas da plateia

Dr. Gilberto Ururahy e Prof. Edward Phillips respondem à perguntas da plateia

Medicina Aplicada ao Estilo de Vida é o nome dado a uma nova forma de lidar com a saúde. Segundo estudos de Stanford, 73% das mortes no mundo têm relação direta com a falta de cuidado com a saúde. Estes dados apontam que, se as pessoas adotassem hábitos de vida saudáveis, doenças crônicas teriam a incidência drasticamente reduzida.

“Através da Medicina do Estilo de Vida podemos avançar muito no combate a epidemias de algumas doenças, como por exemplo, obesidade ou diabetes. São doenças crônicas que geram uma mortalidade muito grande, além de uma grande demanda nos serviços públicos de saúde. O nível de sofrimento delas é alto e podemos melhorar a qualidade de vida delas se adotarmos boas práticas”, observa o diretor do Departamento de Medicina da PUC-Rio, Prof. Walmir Coutinho.

Estresse, excesso de peso, sedentarismo, insônia, níveis de colesterol elevados, hipertensão, diabetes e depressão são alguns dos fatores de risco à saúde. "Em nossas pesquisas, observamos que além dos altos níveis de estresse vivenciados por nossos pacientes, mais de 60% têm o peso acima do ideal e são sedentários, 50% têm colesterol elevado, 50% ingerem bebidas alcoólicas regularmente, 25% têm insônia e 22% são hipertensos. Todas essas manifestações têm como base o estresse intenso vivido pelos executivos no cotidiano", relata o Dr. Gilberto Ururahy, diretor-médico da Med-Rio Check-up e diretor dos Comitês de Saúde da Câmara França-Brasil e da Câmara Americana no Rio de Janeiro.

 Prof. Edward Phillips

Prof. Edward Phillips

De acordo com Edward Phillips, 80% das consultas médicas no mundo têm relação com o estresse. “Não é só sobre viver mais, mas sim viver melhor”. A solução para mudar esse perfil é conhecida por todos e de fácil acesso. É preciso que o indivíduo pratique uma atividade física aeróbica regular, alimente-se de forma equilibrada, diminuindo açúcares, farináceos, sal e álcool em excesso nas refeições, privilegiando grelhados, legumes, verduras e frutas.

A palestra lotou o auditório Padre Anchieta, com quase 100 profissionais da área da saúde interessados em entender melhor os benefícios da adoção de um estilo de vida saudável. Os participantes começaram durante a palestra a adotar novas posturas, já realizando alguns exercícios físicos sob o comando de Edward Phillips.